KMZ ASSOCIADOS

por Kleber B. Ziede

O desajuste financeiro das empresas do varejo

Leave a comment

Não vamos falar em crise. Vamos falar em falta de planejamento financeiro, falta de análise da conjuntura e do comportamento do consumidor. Vamos falar em alto grau de alavancagem das empresas do varejo, dos estoques elevados e das compras erradas que foram realizadas nas últimas temporadas e se transformaram em capital estático. Vamos falar também sobre as facilidades do crediário e o endividamento das famílias e a inadimplência anunciada há pelo menos dois anos. Por fim, vamos falar em uma ferramenta chamada fluxo de caixa, que ao que parece foi relegada ao segundo plano pela administração financeira das empresas que vinham euforicamente embaladas em 2013.

Os elevados níveis de consumo que perduraram até 2013, aos poucos deram sinais de esgotamento no início de 2014 e seguiram se deteriorando ao longo do ano.

Poucas empresas do varejo se deram conta, porque vinham alavancadas em suas vendas e em ritmo acelerado de reposição dos seus estoques.

Quando perceberam já era tarde. Embalada por esse comportamento, a indústria também acusou o golpe.

Resultado: varejo e indústria passaram os anos de 2015 e 2016 ajustando estoques. Enquanto a queda nas vendas do varejo brasileiro foi em média 15%, a indústria sofreu forte retração nas encomendas, chegando a quase 30% no segmento metal mecânico.

Esta situação teria sido amenizada em muito, se as empresas se dedicassem mais em organizar e controlar as suas finanças, a desenvolver e analisar indicadores de avaliação e de desempenho financeiro e trabalhassem com uma política de formação de capital de giro próprio, rígida e com maior disciplina.

De nada adiantou um estoque estufado e quase todo pago. As vendas caíram e o capital de giro ficou todo no estoque. As despesas correntes foram atrasando e a empresa teve que recorrer ao capital de giro bancário, com juros bem salgados.

Bem, 2016 está chegando ao seu final e é o momento de planejar 2017 de forma consciente.

Quem sabe um bom planejamento e uma reorganização financeira não sejam medidas acertadas para iniciar o ano com mais prudência e buscar um melhor desempenho?

Kleber B. Ziede, Economista e Sócio da KMZ Associados

Author: kleberziede

Economista, Pós graduado em Planejamento e Gestão , Pós graduado em e Administração Financeira, Especialista em Governança Corporativa, Sócio Sênior da KMZ Associados

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s